17/06/2012


Línguas Estranhas (Língua dos anjos), pode o cristão falar essas linguas?


*Línguas estranhas*


Muito antes de Jesus nascer, existiam varias religiões pagãs, “RELIGIÕES DO SATANÁS”, sendo que algumas delas tinham como normalidade adeptos que falavam línguas “sobrenaturais”. Nos dias atuais, pessoas adeptas a macumbaria, magia negra, espiritismo, durante as suas reuniões, falam línguas estranhas sobrenaturais, dizendo-se comunicar com espíritos. Simplesmente é mais uma enganação do Satanás para aprisionar pessoas fazendo elas pensarem ter algum poder sobrenatural. O dom de línguas é a habilidade dada por Deus para que a pessoa fale um ou mais idiomas de outras nacionalidades! Vamos comprovar agora a luz da bíblia, que essas “línguas estranhas” que viraram doutrina em varias “igrejas”, é obra do Satanás que introduziu costumes de religiões pagãs nessas denominações. Isso se chama SINCRETISMO. Vamos observar o pentecostes em ATOS capitulo dois, para começarmos a entender: “At. 2 : 1 – 4 : 1 Ao cumprir-se o dia de pentecostes, estavam todos reunidos no mesmo lugar; 2de repente, veio do céu um som, como de um vento impetuoso, e encheu toda a casa onde estavam assentados. 3E apareceram, distribuídas entre eles, línguas, como de fogo, e pousou uma sobre cada um deles. 4Todos ficaram cheios do Espírito Santo e passaram a falar em outras línguas, segundo o Espírito lhes concedia que falassem.” Observe que o texto diz que foram “distribuídas” (plural), significa que foram varias línguas e, diz que pousou uma sobre cada um deles. Se foi uma sobre cada um deles, é por que cada um recebeu uma, e uma língua diferente da outra. Ainda diz que passaram a falar em “outras línguas” (plural). A palavra (OUTRAS) quer dizer no mínimo duas, mas se lá no pentecostes cada um recebeu uma língua como diz o texto, significa que foram várias línguas, indicando que línguas são varios idiomas. CONTINUEMOS: “At. 2 : 5 – 12 : 5 Ora, estavam habitando em Jerusalém judeus, homens piedosos, vindos de todas as nações debaixo do céu. 6Quando, pois, se fez ouvir aquela voz, afluiu a multidão, que se possuiu de perplexidade, porquanto cada um os ouvia falar na sua própria língua. 7Estavam, pois, atônitos e se admiravam, dizendo: Vede! Não são, porventura, galileus todos esses que aí estão falando? 8E como os ouvimos falar, cada um em nossa própria língua materna? 9Somos partos, medos, elamitas e os naturais da Mesopotâmia, Judéia, Capadócia, Ponto e Ásia, 10 da Frígia, da Panfília, do Egito e das regiões da Líbia, nas imediações de Cirene, e romanos que aqui residem, 11 tanto judeus como prosélitos, cretenses e arábios. Como os ouvimos falar em nossas próprias línguas as grandezas de Deus? 12 Todos, atônitos e perplexos, interpelavam uns aos outros: Que quer isto dizer?” Esse texto, no versículo cinco diz que em Jerusalém havia homens vindos de várias nações diferentes, portanto ali havia homens de várias nacionalidades com idiomas diferentes. Do versículo seis em diante, conta como os homens ficaram perplexos, pois ouviam os discípulos falar das obras de Jesus. Cada um ouvia em sua própria língua. O Espírito Santo concedeu aos discípulos falar outras línguas (idiomas), para que aqueles homens que vinham de várias nações pudessem ouvir sobre Cristo. No versículo oito está bem claro que o dom de línguas significa dom de falar outros idiomas, pois os homens questionavam como poderiam estar ouvindo em sua própria língua materna (IDIOMA). Concluimos portanto que aqui no livro de At. Cap.2, línguas quer dizer idiomas, mas para não ficar dúvidas vamos analisar outros textos. Hoje em um mundo globalizado, as pessoas viajam para todos os cantos do mundo, para vários países. Viajam a trabalho, e por isso tem a necessidade de aprenderem a LÍNGUA daquele país que visitam. O idioma de outros países, para qualquer pessoa se torna uma LÍNGUA ESTRANHA, tendo que aprender em cursos de idiomas a língua daquele país. Só assim chega ao seu objetivo. Amigos, Deus queria globalizar o evangelho, daí veio a necessidade da ação do Espírito Santo no pentecostes fazer os discípulos falarem outras línguas, outros idiomas para que todos aqueles homens que vinham de várias nações pudessem ouvir a palavra de Deus. O Espírito Santo como já aprendemos, ensina, e, ensinou os discípulos na mesma hora a falar outras línguas (idiomas), para propagação do evangelho. Aí você pode perguntar: E por que eu não falo alemão ou italiano? -Simplesmente querido, por que na época do pentecostes houve a necessidade dessa ação do Espírito Santo. A igreja estava dando seus primeiros passos e precisava expandir, não havia cursos de tantas línguas (idiomas) naquela época. HOUVE A NECESSIDADE, APRENDA ISSO! Você não tem necessidade de falar alemão na sua igreja, muito menos línguas que não existem. O Espírito Santo só faz essas ações, como o dom de línguas, quando há a necessidade, e não para o seu prazer de se sentir mais “poderoso” que outros. Ensinos de Jesus Observe esse texto abaixo versículo por versículo, pois é Jesus quem ensina: “Mc.16 : 14 : Finalmente, apareceu Jesus aos onze, quando estavam á mesa, e censurou-lhes a incredulidade e dureza de coração, porque não deram crédito aos que tinham visto já ressuscitado.” Jesus fala da falta de fé. Amigos, é pela fé na palavra que recebebemos o Espírito Santo, no momento em que cremos. “Mc.16 : 15 : E disse-lhes: Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura.” Jesus nos convoca para batalha, seja um verdadeiro soldado de Cristo e pregue a toda criatura. “Mc.16 : 16 : Quem crer e for batizado será salvo; quem, porem, não crer será condenado.” O batismo, já sabemos como e quando ocorre verdadeiramente. Creia e seja salvo, pois quem não crer já está condenado pela palavra. Evangelize para que outros possam crer e serem salvos também. “Mc. 16 : 17, 18 : 17 Estes sinais hão de acompanhar aqueles que crêem: em Meu nome, expelirão demônios; falarão novas línguas; 18 pegarão em serpentes; e, se alguma coisa mortifera beberem, não lhes fará mal; se impuserem às mãos sobre enfermos, eles ficarão curados.” Essas são as ações do Espírito Santo quando há necessidade delas. Já aprendemos com o arcanjo Miguel como se expele demônios! Jesus diz que falarão novas línguas (IDIOMAS), profecia que se cumpriu na descida do Espírito Santo no pentecostes. Vamos falar também mais adiante neste livro sobre; curas, milagres, profecias e etc. Já pensou em entrar em um curso de idiomas para aprender novas línguas e, ir pregar a palavra do Senhor em outros países? Você provavelmente será o melhor aluno, pois o Espírito Santo vai te dar sabedoria. Pense nisso! Amigos e pastores, a necessidade, é que faz o Espírito Santo entrar em ação. Temos que ter fé para vencer as dificuldades, temos que orar sim pelos enfermos, entregando a vida deles não mão do Senhor, pois só Ele pode fazer a obra. Ficar promovendo culto de curas, culto dos milagres, culto disso, culto daquilo, está errado. O culto é para adoração ao Senhor, o culto é para louvarmos a Deus. Se alguem está enfermo, vamos orar pela vida dele, sem fazer propaganda sobre milages na igreja, pois toda honra e toda glória é de Deus. Milagre é palavra de homem, pois para Deus o que ele quer, pela sua palavra se faz. Se servimos a Deus, não precisamos de milagres, pois o poder Dele nos sustenta. Pela palavra Dele tudo se faz, não é milagre e sim PODER. Ainda iremos abordar este assunto mais na frente. Voltando ao dom de línguas: “At. 10 : 44 – 46 : 44 Ainda Pedro falava estas coisas quando caiu o Espírito Santo sobre todos os que ouviam a palavra. 45 E os fieis que eram da circuncisão, que vieram com Pedro, adimiraram-se, por que também sobre os gentios foi derramado o dom do Espírito Santo; 46 Pois os ouviam falando em línguas e engrandecendo a Deus.” Nesse texto foi derramado o dom do Espírito Santo no mesmo momento em que creram, passaram a falar em línguas (idiomas) para que o evangelho se espalhasse rapidamente pelo mundo. A grande prova de que o dom de línguas se refere a idiomas, é que os discípulos pregaram para pessoas de várias nações de línguas (idiomas) diferentes. Como puderam aqueles simples pescadores fazerem isso? A ação do Espírito Santo na hora da necessidade concedeu-lhes o dom. Se lembre sempre que a glória é de Deus, pois sem Deus seriamos um nada. Recuse adoração, ou dependência de outros sobre você, como se algo viesse de você mesmo. “At. 10 : 25, 26 : 25 Aconteceu que, indo Pedro a entrar, lhe saiu Cornélio ao encontro e, prostrando-se-lhe aos pés, o adorou. 26 Mas Pedro o levantou, dizendo: Ergue-te, que eu também sou homem.” Isso é que é exemplo, não esqueça, a glória é de DEUS. “ At. 19 : 1 - 7 : 1 Aconteceu que, estando Apolo em Corinto, Paulo, tendo passado pelas regiões mais altas, chegou a Éfeso e, achando ali alguns discípulos, 2 perguntou-lhes: Recebestes, porventura, o Espírito Santo quando crestes? Ao que lhes responderam: Pelo contrario, nem mesmo ouvimos que existe o Espírito Santo. 3 Então Paulo perguntou: Em que, pois, fostes batizados? Responderam: No batismo de João. 4 Disse-lhes Paulo: João realizou batismo de arrependimento, dizendo ao povo que cresse naquele que vinha depois dele, a saber, em Jesus. 5 Eles, tendo ouvido isto, foram batizados em o nome do Senhor Jesus. 6 E, impondo-lhes Paulo as mãos, veio sobre eles o Espírito Santo; e tanto falavam em línguas como profetizavam. 7 Eram, ao todo, uns doze homens.” Agora imagine como naquela época a igreja precisava de homens e mulheres para pregar a palavra no mundo, em todas as nações, de varios idiomas. Imaginou? -Agora imagine doze homens a mais nesta obra, com dom de línguas (idiomas) para pregar as nações. Que maravilha essa obra do Espirito Santo! Esqueça essas “línguas estranhas sobrenaturais” do diabo, e venha viver as verdadeiras ações do Espírito Santo. No capitulo doze de 1 Co. Fala sobre vários dons, mas vamos falar aqui do dom de línguas, depois abordaremos os outros. “1 Co. 12 : 10 : 10 A outro, operação de milagres; a outro, profecia; a outro, discernimento de espíritos; a um, variedade de línguas; e a outro, capacidade de interpreta-las.” Veja como Paulo coloca a palavra: A UM, variedade, (VARIAS) linguas. Paulo diz (VARIAS), porque o que tinha o dom de línguas, falava várias línguas (idiomas). Concluimos que variedade de línguas, são vários idiomas. *Capacidade de interpretar línguas Digamos que você fez um curso de inglês, viajou para os Estados Unidos com o intuito de aprimorar seu novo idioma. Tornou-se um expert na língua inglesa. Suponhamos que seu pastor convide um pregador estrangeiro que sabe falar cinco línguas (idiomas), inclusive inglês, mas esse pregador não sabe falar português. O que fazer para que a igreja seja edificada com a palavra desse pregador estrangeiro que tem o dom de cinco linguas (idiomas), inclusive inglês mas não sabe português, o que fazer? -Partindo do principio que você fez curso de inglês e se tornou um expert na língua inglesa, você pode muito bem durante a palavra desse pregador estrangeiro, ouvi-lo falar em inglês, e traduzir em portugês para a plateia da igreja. Parabéns! Se você estudou algum curso de idioma você tem capacidade de interpretação de línguas. Capacidade de interpretar, é nada mais do que traduzir outro idioma para o nosso português. Graças a essas interpretações e traduções é que a bíblia está hoje em nossas mãos, pois a lingua (idioma) que a bíblia foi escrita é bem diferente do português. Cuidado com as falsas doutrinas que interpretam línguas sobrenaturais do diabo, saia dessa. Edifique sua igreja! “1 Co. 13 : 1, 2 : 1 E eu passo a mostrar-vos ainda um caminho sobremodo excelente. Ainda que eu fale as línguas dos homens, e dos anjos, se não tiver amor, serei como o bronze que soa ou címbalo que retine. 2 Ainda que eu tenha o dom de profetizar e conheça todos os mistérios e toda ciência; ainda que eu tenha tamanha fé, a ponto de transportar montes, se não tiver amor, nada serei.” Essa é uma das passagens mais lindas da bíblia. Paulo aqui foi um poeta. Repare como ele usou dos exageros para colocar o amor acima de todas as coisas. Lindo! O exagero de transportar montes, o exagero de ser como o bronze, o exagero de conhecer toda ciência, o exagero de língua dos anjos, todas essas figuras de linguagem para dar ênfase ao amor. Um verdadeiro poema. Tudo isso para dizer que o amor está acima de todas as coisas, pois Deus é amor. Daí meu querido, não tente falar a língua dos anjos que você não vai conseguir, pois Paulo usou de figuras de linguagem para mostrar que o amor supera todas as coisas. Por acaso quando você prometeu a sua amada varoa, que ia dar os céus, as estrelas, todo amor do mundo, tudo que ela quisesse, você usou de figuras de linguagem, ou eu vou ter que pagar aluguel por olhar as lindas estrelas que você deu a ela..rs? Espero que tenha entendido amigo! A igreja de Corinto, era uma igreja contaminada de problemas doutrinários, observe nas cartas de Paulo aos corintios que há varias exortações. Se você observar cada palavra que Paulo usa para escrever aos corintios vai compreender que era uma comunidade com muitos problemas espirituais, chegaram a pôr em duvida as credenciais de Paulo como apóstolo. Amigo, quando se escreve uma carta, é por que algo precisa ser dito, e Paulo estava disposto a concertar pela palavra de Deus a vida daquele povo de Corinto. Busque um tempo para ler com mais calma as cartas de Paulo aos cortintios, e veja por que aquele povo precisava de tanta exortação. Vamos agora analisar no texto de 1 Co. 14 : 1 – 19, versículo por versículo e entender: “1 Co. 14 : 1 : 1 Segui o amor, e procurai, com zelo, os dons espirituais, mas principalmente que profetizes.” Paulo que dizer aqui que o principal dom é entregar a mensagem de Deus, que hoje para nós está selado na bíblia. “1 Co. 14 : 2 : 2 Pois quem fala em outra língua não fala a homens, senão a Deus, visto que ninguem entende, e em espírito fala misterios.” Vamos lembrar do expemplo que eu dei, de imaginarmos um pregador estrangeiro indo pregar na sua igreja a convite do pastor. Você ainda é o mesmo expert em inglês, mas só que no dia da pregação do pregador estrangeiro você não pôde ir. E agora? O pregador estrangeiro sabe falar cinco linguas (idiomas), inclusive o inglês que você é expert para interpretar, mas você não pôde ir. Ninguem mais sabe o inglês para interpretar o que o pregador fala. E agora? Vamos imaginar que assim mesmo, sem intérprete, seu pastor chamou o pregador estrangeiro para dar a palavra, pois era o combinado. Pense comigo: O pregador estrangeiro começa a discorrer uma bela pregação sobre fé, quando de repente todo mundo percebe que ninguem está entendendo nada, pois ele prega em inglês e não há intérprete, daí só quem entende é Deus, porque Deus conhece todas as línguas (idiomas). Em Espírito fala mistérios, porque quem prega a palavra tem que está em espírito, quem prega a palavra em espírito usando a língua inglesa para uma platéia que só entende português, é mistério para aquela platéia, pois ninguem o entende. Mas transferindo esse pregador estrangeiro para uma platéia numa igreja americana, a palavra logo deixaria de ser mistério, pois todo americano fala inglês, e seriam edificados. Por isso Paulo diz: Se tiver intérprete, fale, se não tem, cale-se! “1 Co. 14 : 3 : 3 Mas o que profetiza fala aos homens, edificando, exortando, e consolando” Aqui Paulo diz que quem entrega a mensagem de Deus, fala a homens, edificando a obra. “1 Co. 14 : 4 : 4 O que fala em outra língua a si mesmo se edifica, mas o que profetiza edifica a igreja” Paulo diz aqui que não adianta falar outra língua (idioma) sem intérprete, porque a si mesmo vai edificar-se, pois ninguém entende, somente ele mesmo que fala. Mas o que profetiza, entrega à mensagem de Deus, e edifica a igreja. “1 Co. 14 : 5 : 5 Eu quisera que vós todos falásseis em outras línguas; muito mais, porém, que profetizásseis; pois quem profetiza é superior ao que fala em outras línguas, salvo se as interpretar, para que a igreja receba edificação.” Por que Paulo diz desejar que todos na igreja de Corinto falassem outras línguas (idiomas)? -Para que eles pudessem falar vários idiomas, podendo assim pregar a palavra a pessoas de várias nacionalidades. Por que quem profetiza é superior ao que fala em línguas, salvo se alguém interpretar? -Porque quem profetiza, entrega a mensagem,e quem fala em línguas, edifica a si mesmo, pois ninguem o entende. Mas se há interprete a coisa muda de figura, pois aí a mensagem será entregue a platéia, e a igreja será edificada. “1 Co. 14 : 6 : 6 Agora, porém, irmãos, se eu for ter convosco falando em outras línguas, em que vos aproveitarei, se vos não falar por meio de revelação, ou de ciência, ou profecia, ou doutrina? Paulo aqui diz que não adiantaria nada levar a mensagem de Cristo em outras línguas (idiomas), pois ninguem entenderia, não teria proveito, salvo se alguém interpretar. Paulo completa dizendo: Que o melhor meio de entregar a palavra é com a revelação de Cristo, entregando a palavra de Deus com as profecias bíblicas, falando da palavra com complementos de ciência, doutrinando para o bom entendimento da palavra. “1 Co. 14 : 7 – 9 : 7 É assim que instrumentos inanimados, como a flauta ou a cítara, quando emitem sons, se não os derem bem distintos, como se reconhecerá o que se toca na flauta ou na cítara? 8 Pois também se a trombeta der som incerto, quem se preparará para batalha? 9 Assim, vós, se, com a lingua, não disserdes palavra compreensível, como se entenderá o que dizes? Porque estareis como se falásseis ao ar.” Paulo aqui nesses versículos, compara a fala humana com instrumentos musicais. Vers.7:Se as sua palavras não se derem bem distintas, como se reconhecerá o que você fala? Vers. 8: Se suas palavras forem incertas, quem se preparará para batalha contra o diabo? Vers. 9: Se você não disser palavras compreensíveis com sua língua, ninguem vai entender. Paulo ainda afirma que você estará como se falasse ao ar, ou seja, a ninguém. Porque se não deve pregar em outras línguas (idiomas) sem intérpretes, imagine o que diria Paulo se pudesse ver pessoas na igreja enganando-se com falsas “línguas sobrenaturais”. Ainda há chance para você, esqueça essa loucura de línguas sobrenaturais, é engano do diabo. Como é que podem afirmar que essas tais “línguas sobrenaturais” é obra do Espírito Santo? Algumas das pessoas que diz está falando a tal “língua” se retorce toda, rodopia, baba ao falar, dança igual às danças do candomblé, pronuncia algumas palavras copiadas que ninguém entende, tudo vira uma baderna e ainda dizem que é o Espírito Santo. Pastores, está na hora de abrir o olho, Deus vai lhe cobrar essas falsas doutrinas. “1 Co. 14 : 10 – 12 : 10 Há, sem dúvida, muitos tipos de vozes no mundo; nenhum deles, contudo, sem sentido. 11 Se eu, pois, ignorar a significação da voz, serei estrangeiro para aquele que fala; e ele, estrangeiro para mim. 12 Assim, também vós, visto que desejais dons espirituais, procurai progredir, para a edificação da igreja.” VERS.10: Paulo aqui diz que sem duvida há muitos tipos de falas, idiomas, dialetos, sotaques, contudo nenhum deles sem sentido. Todas as línguas, (idiomas), com a devida interpretação se entenderá o sentido das palavras. VERS.11: Paulo diz que se ele ignorar o significado da voz do outro, serão estrangeiros um para o outro. E por que Paulo aqui usa a palavra (estrangeiro)? -Simplesmente porque está bem claro que desde o inicio do capitulo 14 ele está falando de idiomas estrangeiros. VERS.12: Se você quer o verdadeiro dom do Espírito Santo, deixe as falsas doutrinas de lado, e as falsas línguas. Se torne um missionário do evangelho, e passe a pregar a verdade de Deus para todos a sua volta. Assim haverá edificação! “1 Co. 14 : 13 : 13 Pelo que, o que fala em outra língua deve orar para que possa interpretar.” Simplesmente se eu quero pregar lá na Espanha onde todos falam espanhol, tenho que orar para que haja uma forma de interpretar. A melhor forma é um intérprete. “1 Co. 14 : 14 : 14 Porque, se eu orar em outra língua, o meu espírito ora de fato, mas a minha mente fica infrutífera.” Porque se eu for para a Alemanha e orar em portugês, certamente meu espírito ora, mas minha mente fica infrutífera para dar a palavra aos alemães, pois eu não sei falar alemão. “1 Co. 14 :15 : 15 Que farei, pois? Orarei com o espírito, mas também orarei com a mente; cantarei com espirito, mas também cantarei com a mente” Aqui Paulo ensina que nós devemos orar e cantar com o espirito e a mente, para que pela nossa boca saia a palavra, e todos entendam o que dizemos. LEMBRE-SE QUE UM VERSíCULO ESTÁ LIGADO AO OUTRO NO TEXTO! “1 Co. 14 :16, 17 : 16 E, se tu bendisseres apenas em espírito, como dirá o indouto o amém depois da ação de graças? Visto que não entende o que dizes; 17 porque tu, de fato, dás bem as graças, mas o outro não é edificado.” VERS.16: Como dirá amém o irmão que está ao meu lado, se oro em outra língua (idioma) e ele não entende? VERS.17: Oro bem, mas ninguem é edificado porque não entendem. “1 Co. 14 : 18 – 19 : 18 Dou graças a Deus, porque falo em outras línguas mais do que todos vós. 19 Contudo, prefiro falar na igreja cinco palavras com o meu entendimento, para instruir outros, a falar dez mil palavras em outras línguas.” VERS.18: Paulo revela que fala várias línguas, (idiomas), e dá graças a Deus. Várias línguas (PLURAL), vários idiomas. Mas por que Paulo agradeceu a Deus? -Agradeceu por que ele sabia que para cumprir suas viagens missionárias pelo mundo, teria que falar vários idiomas. Amigo, está bem claro que (DOM DE LíNGUAS) é (FALAR VÁRIOS IDIOMAS), você só permanecerá no engano, ou enganando se quiser. Cuidado que Deus vai te cobrar. VERS.19: Paulo aqui nesse versículo diz que prefere falar bem menos, mas que todos entendam, do que falar dez mil palavras em outras línguas que ninguém entenda. Ficando assim bem claro, que o tempo todo, desde o início do capítulo 14 ele se referia a idioma. E todas as outras passagens citadas, se refere a idioma. Não deixe mais o inimigo te enganar! “1 Co. 14 : 26 : 26 Que fazer, pois, irmãos? Quando vos reunis, um tem salmo, outro, doutrina, este traz a revelação, aquele, outra língua, e ainda outro, interpretação. Seja tudo para edificação.” Aqui Paulo faz um resumo do ensino dizendo que ao nos reunirmos, uns tem os cânticos, outro traz a revelação da palavra, um fala em outra língua (idioma), e outro interpreta para que todos entendam. Assim tem edificação! Muitos podem perguntar: Mas por que Paulo fez tanta questão de ensinar sobre o uso de línguas (idiomas) em sua carta aos corintios, e hoje muito pouco se usa disso? -A resposta é que Corinto era uma famosa cidade grega, com dois portos, gozando assim de receber ricas mercadorias da Ásia e Itália. Foi um grande empório comercial, cidade cheia de luxo. Por esses atributos, a cidade de Corinto atraía pessoas de todo o mundo, milhares de pessoas de passagem, milhares iam morar nela, Corinto era a cidade dos sonhos. O resultado disso é que Corinto passou a ser habitada por homens e mulheres de várias nacionalidades, vários idiomas, tendo assim Paulo muita dificuldade em por ordem na igreja de Corinto. Logo veio à necessidade de doutrinar os crentes de Corinto em relação as suas variadas línguas. Todos queriam falar em suas próprias línguas, seus idiomas, sem se importar se as pessoas entendiam. Paulo teve muito trabalho, mas tenho certeza que foi recompensador o resultado. Daí meus irmãos, esse ensino de como se deve usar as línguas (idiomas) em nossas igrejas locais é dispensável, a não ser que seu pastor convide algum estrangeiro para pregar. Terão que chamar um intérprete! Só para concluirmos, observe o que diz mais alguns versículos: “1 Co. 14 : 20 – 22 : 20 Irmãos, não sejais meninos no juízo; na malicia, sim, sede crianças; quanto ao juízo, sede homens amadurecidos. 21 Na lei está escrito: Falarei a este povo por homens de outras línguas e por lábios de outros povos, e nem assim me ouvirão. Diz o Senhor. 22 De sorte que as línguas constituem um sinal não para os crentes, mas para os incrédulos; mas a profecia não é para os incrédulos, e sim para os que crêem.” VERS.20: Paulo aqui nos diz para sermos ajuizados, sábios, homens amadurecidos, deixando toda malícia. VERS.21: Paulo lembra que muitas vezes o Senhor tentou corrigir a Israel mediante boca de outros povos, mas ainda assim não deram ouvidos. VERS. 22: Não sou eu quem diz, mas Paulo diz que as linguas (idiomas) constituem um sinal NÃO PARA OS CRENTES, MAS PARA OS INCRÉDULOS. Observe que, se as linguas (idiomas) que Paulo se referiu aqui desde o capítulo doze, constituem sinal para incrédulos, imagine o que constitui essas “línguas sobrenaturais” que milhões se enganam por aí, para mim constitui sinal do satanás contaminando a igreja. Pense comigo: Paulo disse que as línguas constituem sinal para os incrédulos, as pessoas dessas “igrejas” afirmam falar em “línguas”, falam essas “línguas sobrenaturais de demônios” várias vezes na hora do culto, ignorando o verdadeiro significado de línguas como idioma. Sendo as línguas sinal para incrédulos, saiba que durante o culto dessas “igrejas”, ao falarem nessas falsas línguas sobrenaturais, que não existem, estão fazendo sinais para si mesmo, e para quem está ao lado, concluimos então que uns condenam todos a incredulidade. Se são incrédulos, vão para o inferno conforme está escrito na bíblia em Marcos 16: 16. Uns falam, os outros concordam recebendo o sinal dessa língua falsa, conseqüentemente condenam-se! “Mc. 16 : 16 : 16 Quem crer e for batizado será salvo; quem, porém, não crer será condenado” 1 Co. 14 : 22 : 22 De sorte que as línguas constituem um sinal não para os crentes, mas para os incrédulos; mas a profecia não é para os incrédulos, e sim para os que crêem.” Pastor, ainda há tempo de você salvar o seu rebanho, se você estava enganado, peça perdão a Deus e ponha o rebanho no verdadeiro caminho. Vimos até aqui, negação do verdadeiro batismo do Espírito Santo, e línguas de demônios que condenam uns aos outros. Conserte-se, ainda é tempo! O verdadeiro crente é aquele que se preocupa em evangelizar, fazer missões, pregar o evangelho a toda criatura, ensinar a sã doutrina. Esse crente é que crê! Está comprovado a luz da bíblia que línguas estranhas são idiomas desconhecidos. Houve a ação do Espírito Santo no pentecostes concedendo línguas, pois era necessário para a igreja crescer. Houve um propósito, houve necessidade. As ações do Espírito Santo sempre tem grandes propósitos, grandes resultados. A obra é do Senhor, a Ele toda gloria!

Autor: Espírito Santo usando Leandro Silva de Jesus