28/11/2014

Como Evangelizar Adventistas?

Amados irmãos, Graça e Paz!
“Amados, procurando eu escrever-vos com toda a diligência acerca da salvação comum, tive por necessidade escrever-vos, e exortar-vos a batalhar pela fé que uma vez foi dada aos santos.” Judas 1.3
Embora considere algumas doutrinas ensinadas pela Igreja Adventista do Sétimo Dia (daqui pra frente IASD) como heterodoxas, não concordo com as atitudes de alguns irmãos apologistas que defendem o Evangelho da Graça de Deus, atacando pessoas ao invés de combaterem suas doutrinas errôneas.
Sim, existem certas doutrinas ensinados pela IASD que um verdadeiro seguidor de Jesus Cristo precisa colocar “Na Mira da Verdade” (João 17.17), no entanto isso deve ser feito sem denegrir ou ofender as pessoas que professam a fé Adventista.
Devemos motiva-los a fazerem seu próprio estudo diligente das Escrituras, para que possam sanar suas dúvidas e tirar suas próprias conclusões a respeito da enorme diferença entre o Adventismo e o simples Evangelho da Nova Aliança da Graça de Deus em Cristo Jesus.
Mostrar o que que as Escrituras dizem e compara-las com as doutrinas ensinadas pela Igreja Adventista do Sétimo Dia, como o Juízo Investigativo, o Sábado como Selo de Deus, o Domingo como Marca da Besta, a doutrina do Sono da Alma e do Aniquilacionismo, a Inspiração dos escritos de Ellen G. White, etc. Não recomendo discutir sobre os escândalos da Igreja Adventista, mas sim sobre suas doutrinas “distintivas”. É o Evangelho que transforma, Cristo e sua cruz somente. Eu estou convencido de que é muito importante entender a questão do Sábado. Quando adventistas dizem ser a igreja (verdadeira) mais biblicamente correta eles estão referindo-se principalmente a seu entendimento a respeito de sua “verdade sobre o sábado”. Como eles acreditam que as pessoas têm um bloqueio sobre esta questão, eles se sentem confiantes em sua teologia, soteriologia, escatologia e outras “doutrinas distintivas”. Se o Sábado rejeitado por protestantes está correto, então de alguma forma eles também descobriram que as outras questões rejeitadas por protestantes são igualmente corretas. Caso a sua doutrina sobre o sábado judaico caia o resto também cai, daí o porque deles brigarem e discutirem com tanta veemência sobre esta questão. Sempre lembrando que tais discussões não devem estar voltadas para pessoas, mas para ideias e doutrinas. Ao trocar ideias a respeito da Palavra de Deus, que seja dentro da ordem, da decência e do respeito mútuo cristão.
“Sigamos, pois, as coisas que servem para a paz e para a edificação de uns para com os outros.” Romanos 14.19
Usar expressões como sabatólatras, devotos de Nossa Senhora Ellen White, Igreja Adventista do Monte Sinai, entre outros insultos, não converterão jamais o coração de uma pessoa; nosso Senhor Jesus Cristo e seu Evangelho da Nova Aliança da Graça, sim! Temos que mostrar com respeito e mansidão a verdade que a Bíblia ensina.
“A vossa palavra seja sempre agradável, temperada com sal, para que saibais como vos convém responder a cada um.” Colossenses 4.6
“Estejam sempre preparados para responder a qualquer que lhes pedir a razão da esperança que há em vocês. Contudo, façam isso com mansidão e respeito, conservando boa consciência, de forma que os que falam maldosamente contra o bom procedimento de vocês, porque estão em Cristo, fiquem envergonhados de suas calúnias.” 1Pedro 3.15-16
“E ao servo do Senhor não convém contender, mas sim ser manso para com todos, apto para ensinar, sofredor; instruindo com mansidão os que resistem.” 2 Timóteo 2.24, 25
A “Marca” que o Senhor disse que seus discípulos teriam é o amor
Nisto todos conhecerão que sois meus discípulosse vos amardes uns aos outros. João 13.35
Se eu tiver todo conhecimento do mundo, se conhecer toda a verdade, mas sem o amor, isso de nada vale (leia 1 Coríntios 13)
E esse amor só brota de um coração regenerado (Nascido de Novo). Quando o Santo Espírito de Deus habita em nossos corações (e não o Decálogo).
“Porquanto o amor de Deus está derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado.” Romanos 5.5
“E, porque sois filhos, Deus enviou aos vossos corações o Espírito de seu Filho, que clama: Aba, Pai.” Gálatas 4.6
E o Espírito Santo não nos é dado pela obediência a Lei:
“Só quisera saber isto de vós: recebestes o Espírito pelas obras da lei ou pela pregação da fé? Gálatas 3.2
Aquele, pois, que vos dá o Espírito, e que opera maravilhas entre vós, fá-lo pelas obras da lei, ou pela pregação da fé? Gálatas 3.5
É a Terceira Pessoa da Trindade e não os Dez Mandamentos que Deus coloca em nossos corações. O Justo viverá pela Fé. A Lei não pode produzir o fruto do Espírito. :
“Amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança.”
É dessa forma que Deus coloca suas leis em nossos corações. Ele não as escreve uma a uma como que com tinta em nosso coração ou transfere de um lugar para o outro as tábuas de pedra (o ministério de condenação e morte), mas é através da habitação do Espírito do Deus vivo em nossos corações que cumprimos a Lei de Cristo, a Lei Real, a Lei da Liberdade, a Lei do Espírito de vida, a Lei do Amor. É porque Deus nos amou primeiro que esse amor transborda o nosso ser. E é em consequência da Fé no Filho de Deus e sua obra perfeita que amamos a Deus e ao próximo como a nós mesmos.
“Novo mandamento vos dou: que vos ameis uns aos outros; assim como eu vos amei, que também vos ameis uns aos outros. Nisto conhecerão todos que sois meus discípulos: se tiverdes amor uns aos outros.” João 13.34, 35
“O amor não pratica o mal contra o próximo. Portanto, o amor é o cumprimento da lei.” Romanos 13.10
“Levai as cargas uns dos outros e, assim, cumprireis a lei de Cristo.” Gálatas 6.2
“Sede, antes, servos uns dos outros, pelo amor. Porque toda a lei se cumpre em um só preceito, a saber: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Gálatas 5.13, 14 e 18
Morremos para o pecado e para a Lei para dar frutos a Deus. Romanos 6 mostra que fomos libertos do Pecado, Romanos 7, mostra que fomos libertos da Lei e Romanos 8 mostra que devemos ser guiados pelo Espírito. “Livre da lei” v.2 e “morto para a lei, por meio do corpo de Cristo” v.4 para viver para Deus.
“Mas agora temos sido libertados da lei, tendo morrido para aquilo em que estávamos retidos; para que sirvamos em novidade de espírito, e não na velhice da letra.” Romanos 7.6
Somente um Crente crucificado com Cristo, pode dar os frutos do Espírito; é somente através do Espírito em nossos corações que um crente cumpre a Lei do Amor.
Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a na fé do Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim.” Gálatas 2.20
Cristo vive em nós através do seu Espírito. Seu Espírito derrama o amor de Deus em Cristo sobre nós e nós derramamos o amor de Deus sobre os outros. Cumprimos a Lei. Cristo conhece o que são seus.
Quem tem esse Selo, o Espírito Santo, pertence a Cristo, quem não tem esse selo, não pertence a Cristo. (o selo não é o Sábado, sinal da antiga aliança).
“O qual também nos selou e deu o penhor do Espírito em nossos corações.” 2 Coríntios 1.22
“E não entristeçais o Espírito Santo de Deus, no qual estais selados para o dia da redenção.” Efésios 4.30
“Em quem também vós estais, depois que ouvistes a palavra da verdade, o evangelho da vossa salvação; e, tendo nele também crido, fostes selados com o Espírito Santo da promessa.” Efésios 1.13
Muitos pessoas ainda não conhecem o que é a Nova Aliança da Graça, o papel da Lei na vida Cristã e o significado do Sábado. Você aceita o Desafio de ajudar Adventistas e pessoas enganadas por Religiões, Seitas e Falsos Profetas a conhecerem o verdadeiro Evangelho do nosso Senhor e Salvador JESUS CRISTO? Confira abaixo algumas informações sobre o Sábado e a Nova Aliança.
Você Sabia? 
O Sinal da Antiga Aliança era a observância do Sábado. Lembra-te do Sábado. O sinal da Nova Aliança é a Ceia do Senhor/ Ceia Dominical. Lembra-te de Cristo. Você Sabia? Na Antiga Aliança o Sinal de entrada era a circuncisão, e o Sinal repetitivo que mostrava que a pessoa estava debaixo da antiga aliança (Lei) era o Sábado. Na Nova Aliança o sinal de entrada é o Batismo, e o Sinal repetitivo que mostra que a pessoa esta debaixo da nova aliança (Graça) é a Comunhão/Ceia do Senhor. Você Sabia?
Para Refletir: 
Não guardar o sinal de uma aliança que não foi feita comigo é pecado? Por exemplo, a Ceia do Senhor é celebrada por um acontecimento passado (a morte do Senhor), mas aponta para um evento futuro (a Sua vinda). Quando o Senhor vier não precisaremos mais celebrar a Ceia, Certo? Isso significa que porque deixaremos de guardar esse mandamento o Senhor terá deixado de ser nosso redentor? O mesmo acontece com o sinal da antiga aliança, um evento passado (descanso na criação, e libertação do Egito) apontava para um evento futuro, (Nova Criação, entramos no Descanso de Deus pela fé e fomos libertos da escravidão do pecado)? Se não guardamos o Sábado isso significa que deixaremos de acreditar que Deus é o Criador?
Para finalizar
Judeu-Cristãos continuaram guardando toda a Lei, mas e os Cristãos Gentios, deviam guardar o sinal da Aliança Abraâmica (Circuncisão) e o sinal da Aliança Mosaica (Sábado) ambos os pactos cumpridos por Cristo?
Os Fariseus que creram em Cristo estão certos em ensinar aos Gentios a guardarem o sinal dessas Alianças? (Veja a resposta em Gl 4.10)
Os Gentios devem ser julgados por não guardarem o Sinal da Aliança Mosaica? (Veja a resposta em Cl 2.16-17)
Como Gentios e Judeus Cristãos cujas vidas pertencem ao Senhor devem tratar uns aos outros em relação aos dias santos? (Veja a resposta em Rm 14.5-6)
Em Cristo, seu amigo e irmão,
Hélio S. Júnior
Artigo extraído do site http://desafioscristao.blogspot.com.br no dia 09/02/2013